Brasil Beverage Trends 2020

179 BrasilBeverageTrends2020 Capítulo 6 TENDÊNCIAS E INOVAÇÕES EM EMBALAGENS PARA BEBIDAS NÃO ALCOOLICAS Claire I.G.L. Sarantópoulos Luísa Sartori Cofcewicz Lea Mariza de Oliveira Thiago Urtado Karaski Fiorella B. H. Dantas Paula Fernanda J. Bócoli A embalagem é um fator fundamental para a satisfação do consumidor ao escolher um produto. Segundo pesquisas feitas pela MeadWestvaco, 31% dos consumidores globais consideram a embalagem um item extremamente importante na satisfação global do produto (MEADWESTVACO CORPO- RATION, 2015). Embalagens plásticas, metálicas, de vidro e de cartão são utilizadas para o acondicionamento de bebidas. No univer- so das embalagens plásticas, vários tipos de materiais estão presentes no mercado, na forma flexível ou rígida, mono ou multicamada. Para a confecção de embalagens metálicas, o aço e o alumínio são os materiais mais utilizados. Muitos produtos dentre as categorias de bebidas apresen- tam requisitos especiais da embalagem para preservação da sua qualidade e estabilidade, durante sua vida útil. As pro- priedades necessárias para atender a esses requisitos estão relacionadas a barreira a gases (oxigênio e gás carbônico) e barreira à luz para a conservação de propriedades sensoriais, hermeticidade para evitar recontaminação, resistência química para minimizar interação com o produto, resistência térmica para suportar enchimento a quente e eventual tratamento tér- mico após enchimento e resistência mecânica para ter bom desempenho no ambiente de produção, transporte e comer- cialização. Permitir alta produtividade nas linhas de produção de bebidas é outra característica essencial das embalagens de bebidas. Além disso, as tendências de consumo da socieda- de moderna refletem-se nas tendências de embalagem para bebidas, a saber: Personalização e Experiência; Conveniência e Estilo de Vida; Nutrição e Funcionalidade; Evitação e Purifi- cação; Sustentabilidade e Engajamento. Assim, é importante que os materiais e os processos de fabricação das embalagens possibilitem variações de design, potencial para diferenciação e inovação e atendam aos requistos do ecodesign. A despeito destas exigências, o sistema de embalagem para bebidas não alcoólicas sofre grande pressão de custo.

RkJQdWJsaXNoZXIy MTgxNA==